9° Encontro
Nacional dos
Estudantes
Indígenas

26 à 29 de Julho

Unicamp Campinas (SP)

CONTRIBUA COM O NOSSO EVENTO

É muito importante a sua contribuição! Compartilhe com amigos, contribua da forma que puder e ajude nosso evento!

CONFIRMADOS NO 9° ENEI:

CONFIRA QUEM JÁ ESTÁ CONFIRMADO NO 9° ENEI!

FÓRUM DE EDUCAÇÃO

ATUAL CENÁRIO DAS POLÍTICAS DE PERMANÊNCIA

SIMPÓSIO DE SAÚDE

Confira a programação!

O simpósio da saúde surgiu da necessidade de discutir temas que ainda não estão presentes nas disciplinas dentro das instituições, temas como a medicina tradicional indígena e valorização desses conhecimentos.  Além disso, discutir a saúde dos acadêmicos indígenas em contexto urbano, pois a maioria dos acadêmicos deixam suas aldeias para poderem estudar. Todo o sistema de saúde de uma cidade é diferente de uma aldeia, existe a necessidade de discutir a diferença e choque de realidades, falar sobre a saúde mental dos estudantes indígenas é necessário para que as universidades possam dar assistência e suporte de qualidade para os estudantes indígenas. O simpósio de saúde foi construído em conjunto, com uma comissão multidisciplinar e multiétnico, com diferentes profissionais e estudantes da saúde, mestres da medicina tradicional e professores de diferentes instituições.

Confira a programação:

08:30h- 09:00- Ritual de Abertura 
09:00 às 12h:
1. Conhecimento tradicional e conhecimento acadêmico.

 1.1 Valorização e reconhecimento da medicina tradicional indígena.
Convidados: Pesquisadores indígenas sobre conhecimento tradicional.
Depoimentos dos especialistas e mestres tradicionais: 30 minutos.

Tempo de fala 30 min.

1- Dr. João Paulo Tukano:
Indígena do povo Yepamahsã (Tukano) graduado em Filosofia e Doutor em Antropologia Social pela Universidade Federal do Amazonas. Pesquisador do Núcleo de Estudos da Amazônia Indígena (NEAI). Fundador do Centro de Medicina Indígena Bahserikowi.. Membro do SPA - Science Panel for the Amazon (Painel Científico para a Amazônia), da Academia Brasileira de Ciência. Membro do Comitê Científico Sou Ciência. Membro da OTCA - Organización del Tratado de Cooperación Amazônica.

2- Aparecida Benites Kaiowá :
Indígena da etnia Kaiowá, é graduada em História pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) em 2015. Integrante da Associação dos Jovens Indígenas Guarani Kaiowá (JIGA), fundada em 2009. Faz parte do Grupo de Dança Arandu (Sábios). Pós-graduada em Educação Especial, atualmente é professora da sala de Recursos Multifuncional na Escola Municipal e professora de Questões Indígenas Brasileira na Escola Estadual de Amambai. Desde 2014 vem atuando como pesquisadora junto ao grupo de pesquisa Ambiente, Diversidade e Saúde da Fundação Oswaldo Cruz.
3- Ubiraci Pataxó: 
Indígena povo Pataxó da aldeia de Coroa Vermelha, em Santa Cruz Cabrália - Bahia. Jovem mestre do saber e aprendiz de pajé, graduado em Ciência da Natureza e Matemática, no curso de Licenciatura Intercultural Indígena, pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia. Também formado em Terapia Comunitária Integrativa (TCI), Massoterapia e Técnica em Resgate da Autoestima pela Universidade Federal do Ceará (UFC), em parceria com o Movimento Integrado de Saúde Comunitária Quatro Varas (MISMEC – Projeto 4 Varas). Atua como pesquisador nos projetos “Saúde Coletiva e Epistemologias do Sul e Interculturalidades”, na Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) em parceria com a Universidade de Coimbra, em Portugal. Também é membro do Comitê de Saúde Mental do Consórcio Acadêmico Brasileiro de Saúde Integral (CABSI), do grupo de pesquisa “Teia das 5 Curas - Todos Nós Somos Parentes”, que envolve povos indígenas no Brasil, Peru, México e Canadá, com enfoque nas cinco curas (pensamentos, sentimentos, relações, ciclos ecológicos e trocas econômicas), da Associação Brasileira de Psiquiatria Social (APSBRA) e membro da Associação Brasileira de Terapia Comunitária Integrativa Sistêmica. 

01 hora de perguntas 

ALMOÇO 12h até as 14h

14h até as 17h:
2. Saúde dos acadêmicos indígenas:
Assistência a saúde física, espiritual e mental

Relatos de experiências 

Professor Doutor Danilo Silva Guimarães  (USP)
Fabio Cesar Luiz da Silva Baniwa - Enfermagem (UNICAMP) 
Braulina Baniwa (Mestranda da UNB) 
Luciana Guarani (Coletivo EtnoCidade )
Nita Tuxa (Psicóloga e Antropóloga Social)

17h até as 18h

3. Grupos de trabalho (oficina) Oficina dos acadêmicos indígenas da saúde:
Quais nossas experiências e  expectativas na universidade? 
PET indígena -UFSCAR

Apresentação de trabalhos acadêmicos!

Veja como fazer!



No ENEI as apresentações de trabalho serão em formato de BANNER, ou seja, apenas um resumo simples da sua pesquisa, sem necessidade de enviar resumo expandido, conforme o modelo a seguir.

Não haverá nenhum tipo de auxílio aos que vão apresentar trabalhos. Somente os auxílios comuns para todos os participantes: espaço para acampar e alimentação no Restaurante Universitário.

Quem for fazer apresentação de trabalho precisa se inscrever no evento para que possa ter acesso aos restaurantes universitários.

Confira os eixos temáticos:

Educação, Interculturalidade e autodeterminação indígena.
  1. Mídias Digitais / Comunicação e Resistência indígena.
  2. Artes, Literatura indígena e insubmissão.
  3. A colonização, evangelização, e a insubmissão como resistência indígena.
  4. Organizações políticas de indígenas, mulheres/diversidade, resistência e protagonismo.
  5. Saúde: avanços e retrocessos no acesso à saúde indígena.
  6. Terra nossa casa, nossa mãe: retomada e soberania alimentar nos territórios Originários.
  7. Diásporas indígenas mobilização e deslocamentos pelo Brasil e pelo Mundo.

Cuidados com a biossegurança durante o IX ENEI

Parentes, é muito importante o cuidado e contribuição de todos, todas e todes durante todo o evento. Vamos mostrar que nós, povos indígenas, somos referências para o cuidado coletivo!
Nós da organização do IX ENEI estamos nos dedicando para garantir a saúde de vocês durante todo o evento.

Patrocinadores e apoiadores

Este evento será gravado e as imagens poderão ser livremente utilizadas pelos organizadores e seus cessionários para compor o documentário provisoriamente intitulado 'O Futuro é Ancestral'.
Ao permanecer no local, você declara estar ciente de que sua imagem poderá ser captada e concede autorização gratuita, definitiva e ilimitada para utilização de sua imagem no documentário e exibição em todas as mídias e territórios.